Bando que roubou US$ 87 milhões em moeda virtual é detido na China

A investigação em torno do caso continua, enquanto aumentam ao longo deste ano na China os exemplos de roubo de criptomoedas

EFE

19 Agosto 2018 | 01h19

PEQUIM - A polícia da província central de Shaanxi, na China, deteve três suspeitos de roubar moedas virtuais, como bitcoin e ether, no valor de 600 milhões de iuanes (US$ 87 milhões), informoua agência oficial "Xinhua"  neste domingo, 19. 

A investigação do roubo se prolongou durante cinco meses, já que foi em março quando um homem da cidade de Xian, fez uma denúncia na qual assegurava que seu computador tinha sido atacado por hackers que lhe tinham roubado 14 milhões de iuanes em moeda virtual.

+++ Investimento em criptomoedas rende 17% em 15 dias; acompanhe

A Polícia detectou que um grupo de pelo menos três pessoas tinha feito roubos deste tipo com a ajuda de "algumas empresas chinesas de internet", destacou a nota da "Xinhua" sem entrar em detalhes.

A investigação em torno do caso continua, enquanto aumentam ao longo deste ano na China os exemplos de roubo de moedas virtuais ou inclusive de fornecimento de energia para alimentar os potentes computadores que são necessários para a "mineração" de bitcoins e moedas eletrônicas similares. /EFE

Mais conteúdo sobre:
moeda virtual

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.