Banespa: ações podem sair do Ibovespa

O mercado de ações brasileiro pode perder o papel com maior facilidade de negociação do setor bancário brasileiro a partir da próxima semana. Amanhã, o espanhol Santander faz leilão de oferta pública para comprar até a totalidade das ações do Banespa que estão no mercado.Entre os bancos brasileiros, o Banespa é o que tem hoje maior participação na carteira teórica do Ibovespa - Índice da Bolsa de Valores de São Paulo - que agrega os papéis mais negociados no mercado à vista.Os minoritários com direito à oferta pública têm cerca de 24,943 bilhões de ações. Se comprar todos os papéis, o Santander deve gastar cerca de R$ 2,370 bilhões.Analistas do setor dão como certo o sucesso da oferta. Para Mário Palhares, da BES Securities, a adesão dos minoritários deve ser praticamente integral, já que os maiores opositores à operação, a Caixa Beneficente dos Funcionários do Banespa (Cabesp) e o fundo de pensão do banco (Banesprev), já anunciaram que venderão seus papéis.Na opinião dos analistas, os papéis do Banespa devem perder negociabilidade e podem até sair do Ibovespa após a oferta. Segundo a Bolsa, se mais de 90% das ações disponíveis para negociação e custodiadas na Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC) forem retiradas de circulação, o Banespa será excluído das carteiras teóricas do Ibovespa e do IBX (índice que agrega as 100 ações mais negociadas). Caso esse porcentual não seja atingido, segundo a Bolsa, o ativo permanecerá no Índice, mas terá sua participação reduzida. Dessa forma, o Banespa pode já não estar na carteira de segunda-feira.

Agencia Estado,

05 de abril de 2001 | 10h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.