Banespa: aposentados podem ser prejudicados

Os funcionários do Banespa admitidos depois de 23 de maio de 1975 e que se aposentarão somente daqui a 18 meses podem ter o sistema de complementação da aposentadoria comprometido, de acordo com Paulo Salvador, diretor da Federação dos Bancários do Estado de São Paulo, e Oliver Simioni, diretor representante dos funcionários.Esses bancários receberão a complementação pelo Banesprev, o fundo de pensão do Banespa, com o qual o funcionário contribui mensalmente com 5,1% e o banco com o equivalente a 4,9% do salário. Mas essa contribuição pode cair pela metade, uma vez que daqui a 18 meses, segundo eles, o Santander pode deixar de ser patrocinador do Banesprev. "Acredito que haverá negociação. Se não houver, o controlador (Santander) pode deixar de contribuir e prejudicar o funcionário", disse Simioni.O funcionário contratado depois de 23 de maio de 1975 que estiver aposentado daqui a 18 meses terá, automaticamente, a complementação assumida pelo fundo. Segundo Salvador, as contribuições ao fundo começaram em 1987, ou seja, 12 anos depois que mudou o sistema de complementação. Os aposentados admitidos antes de 23 de maio de 1975 recebem a complementação via rendimento das letras negociáveis do Tesouro, hoje em torno de R$ 2,85 bilhões, e têm o pagamento garantido pelo banco - se negociar as letras,o banco tem que retirar o pagamento de outra fonte.Não mudará nada nos planos de saúdeA lacuna de 12 anos deixa um passivo de R$ 1,7 bilhão. Para Simioni, se o banco assumiu os ativos, tem que assumir os passivos também. A complementação a que os aposentados contratados antes de 23 de maio de 1975 têm direito não muda. Salvador, que também é diretor da Caixa Beneficiente dos Funcionários do Banco do Estado de São Paulo (Cabesp), disse que nada mudará nos planos de saúde. A Agência Estado procurou a assessoria de imprensa do Santander para saber como o banco procederá em relação aos aposentados do Banespa, mas até às 19h10 não obteve resposta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.