Banespa: assembléia para o fim da greve

Os cerca de 6 mil manifestantes que lotaram a Avenida Paulista em manifestação hoje preparam-se para nova concentração em frente à Assembléia Legislativa, às 17 horas, para discutir a volta ao trabalho. A audiência de conciliação entre os grevistas do Banespa e a direção do banco e da Federação Nacional dos Bancos com o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Almir Pazzianotto, chegou a um acordo. Os funcionários do Banespa e do Sindicato dos Bancários realizam assembléia agora em todo País para decidir a volta ao trabalho a partir de hoje e amanhã. Os funcionários conseguiram a manutenção da cláusula 75 do acordo coletivo que prevê indenizações adicionais de acordo com o tempo de serviço no Banespa, caso venham a ser demitidos sem justa causa - com ou sem a privatização do Banespa até 1º de maio de 2001. Representantes da Associação dos Funcionários do Banespa (Afubesp) estão tentando uma audiência com o presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo, Vanderlei Macris (PSDB-SP), para entregar um documento com a assinatura de 64 dos 94 deputados estaduais, solicitando a realização de um plebiscito para discutir a privatização do Banespa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.