Banespa e Cidade: leilão de imóveis

A poucas semanas da privatização, o Banespa vai promover, no dia 26 de outubro, um leilão de imóveis com 115 lotes em São Paulo e no Paraná. Os destaques do pregão serão os imóveis residenciais em bom estado. A venda será com pagamento parcelado em até 48 meses sem entrada ou 60 meses com 30% no ato, de acordo com o valor do arremate - sem necessidade de comprovação de renda. De acordo com o leiloeiro responsável pelas vendas, Carlos Alberto Santos Frazão, entre os lotes mais disputados estarão 17 apartamentos de dois prédios em Sorocaba. Os imóveis são de três dormitórios e possuem cerca de 120 metros quadrados de área útil cada. Os preços mínimos vão de R$ 79 mil a R$ 142 mil, no caso das coberturas. Na capital, serão oferecidos dois prédios na Avenida Engenheiro Eusébio Stevaux, um com 3.880 metros quadrados e outro com 5.407 metros quadrados de área construída, pelos lances iniciais de R$ 1,835 milhão e R$ 2,531 milhões, respectivamente. O leilão ocorre a partir das 11 horas, no Club Homs (Avenida Paulista, 735).O Banco Cidade também realizará um leilão de imóveis no dia 18, também no Club Homs. Serão oferecidos cerca de 100 imóveis de 17 diferentes Estados. De acordo com o leiloeiro Mauro Zukerman, o ponto forte do pregão será o interesse do banco em manter alugados vários prédios à venda. "Isso garante uma rentabilidade imediata ao comprador", afirma o leiloeiro. Entre os lotes à venda, também estão complexos industriais, áreas rurais, lojas, apartamentos e casas. O pagamento poderá ser feito em até 48 meses, com 30% de sinal, de acordo com o imóvel, sendo que nas vendas à vista o comprador ganha um desconto de 20% sobre o valor oferecido por alguns lotes.Mais informações sobre os leilões e o edital estão disponíveis nos sites dos leiloeiros (veja os links abaixo) ou pelos telefones: Santos Frazão: (0--11) 278-4066; Zukerman: (0--11) 3272-9300.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.