Banespa estende prazos para pagamentos

Por causa da greve do Banespa, que ocorreu entre os dias 31 de outubro e 9 de novembro, a instituição estende até o dia 14 o prazo para pagamento - sem multa e juros - de operações financeiras do banco que envolvam crédito pessoal, imobiliário, rural e operações de câmbio. No caso de quitação de contas com boletos bancários atrasados, a alternativa é ir à gerência com a conta e a autorização de não cobrança de juros do cedente. Hoje deverão ser analisados outros casos individualmente, como suspensão dos juros para quem ficou com saldo negativo por não poder fazer depósito para cobrir débito automático. Se o correntista sentir-se lesado, ele pode entrar com ação de indenização contra o Banespa por danos morais e materiais, segundo o presidente da Associação de Direitos Financeiros do Consumidor, João Carlos Scalzilli. A ação deve ser apresentada ao Juizado Especial Cível mais próximo da residência, caso o valor reclamado não ultrapasse R$ 6.040,00 (40 salários mínimos). Para consultar os endereços, o consumidor deve acessar o site www.apamagis.com.br/juizadocivel. Ações com valor superior a 40 mínimos podem ser pleiteadas na Justiça Estadual por meio de advogado. A partir de hoje, a prestação de serviços deverá estar normalizada nas agências, via Internet e telefone. O cliente tem como opção para escapar de prováveis filas os caixas eletrônicos da instituição, do Banco24Horas e dos bancos estaduais da Rede Verde Amarela, como a Nossa Caixa. Veja a lista dos bancos estaduais da Rede Verde Amarela no link abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.