Banespa não receberá mais depósitos judiciais

Por decisão do Conselho Superior da Magistratura (CSM) está proibida a efetivação de novos depósitos judiciais no Banespa. Com a privatização, foi necessário reformular o esquema em vigor, pois sua manutenção implicaria em improbidade administrativa.Os depósitos passam a ser recolhidos temporariamente na Nossa Caixa Nosso Banco. Na próxima quinta-feira, o CSM decidirá sobre a migração para estabelecimentos oficiais de R$ 2,8 bilhões referentes a antigos depósitos judiciais que continuam depositados no banco. Ainda por decisão do CSM, o Banespa tem 60 dias para desocupar todos os espaços em que mantém postos de serviços, nos prédios públicos, sob a administração do Judiciário. São mais de 100 postos nos fóruns da capital e demais comarcas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.