Banespa: Santander poderá expandir crédito

Com a aquisição do Banespa pelo Santander, a competição entre os maiores bancos do País deverá ser mais acirrada. Essa disputa, somada ao alto potencial do mercado brasileiro para a linhas de crédito, poderá resultar em uma diminuição do custo do crédito entre os bancos do Brasil.O economista-chefe da Associação Brasileira dos Bancos Comerciais (ABBC), Roberto Luis Troster, acredita que o potencial do mercado brasileiro foi um atrativo para o Santander. Segundo ele, atualmente somente 25% da população brasileira tem acesso ao sistema bancário. Além disso, a carteira de crédito do sistema corresponde a 24% do Produto Interno Bruto (PIB). Em outros países, chega a 180%. Para o professor da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (USP), Alberto Borges Matias, o Banespa é um exemplo dessa pouca exposição ao crédito, o que dará espaço ao Santander promover uma forte expansão. Atualmente, o Banespa possui R$ 29 bilhões em ativos, mas apenas R$ 4 bilhões na sua carteira de crédito, o que significa uma participação de apenas 13,79%. Se a mesma conta for feita para o Bradesco, a participação passa a ser de 38%, já que seus ativos totalizam R$ 92,54 bilhões e sua carteira de crédito é de pouco mais de R$ 35 bilhões. No caso do Itaú, a relação é parecida. Com ativos totais de R$ 63,93 bilhões, possui uma carteira de crédito de R$ 20,8 bilhões, ou uma participação de 32,6%. Nos dois cálculos foram levadas em conta a aquisição do Boavista, pelo Bradesco, e Banestado, pelo Itaú.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.