Banespa vale 488.362 carros

O leilão do Banespa, realizado hoje pela manhã, surpreendeu a todos pela ousadia do banco espanhol Santander. O único banco estrangeiro que permaneceu no leilão e que até o final da semana passada despertava incertezas com relação à sua participação, arrematou o Banespa com um ágio de 281,08%, pagando o equivalente a R$ 7,05 bilhões. A segunda maior oferta foi do Unibanco, que nem chegou perto, com a oferta no valor de R$ 2,1 bilhões.Para a maioria das pessoas, entender valores desta natureza é quase impossível. É difícil imaginar o quanto isso significa, já que no nosso dia-a-dia estamos acostumados com unidades muito mais baixas. Trazendo mais próximo de nosso dia-a-dia, com este montante pode-se comprar 488.362 Celtas, o carro popular lançado pela GM, ao preço de tabela de R$ 14.436,00, ou ainda, 58.750 apartamentos no bairro de classe média alta do Morumbi, com 77m2, 2 dormitórios, suíte, 2 garagens e piscina, no valor unitário de R$ 120 mil. E para aqueles que sonhavam semanas atrás com os R$ 27 milhões do concurso 245 da Mega Sena, o Santander não hesitou em desembolsar 261,1 vezes o prêmio da loteria para abocanhar o Banespa. O rendimento mensal dos R$ 7,05 bilhões na poupança seria de R$ 41,43 milhões, ou 1,53 vez o valor da Mega Sena.A relevância dos R$ 7 bilhões na economia brasileiraEm termos da economia brasileira, o valor de R$ 7,05 bilhões é muito relevante, correspondendo a 40,14% do patrimônio líquido da maior empresa do Brasil, a Petrobrás (dados do último exercício), e é 4 vezes maior que o lucro obtido por ela em 1999. Corresponde, ainda, a 0,70% do PIB brasileiro do ano passado, a 70% do valor total das exportações do primeiro semestre deste ano e a 1,08 vezes a arrecadação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) total do país nos primeiros 8 meses de 2000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.