Bank of America corta 25% de sua equipe de analistas

Lista inclui Robert Morris, que acompanhava petróleo e gás, e John McDonald, que cobria o setor bancário

Fabiana Holtz, da Agência Estado, Agencia Estado

24 de janeiro de 2008 | 15h08

O banco norte-americano Bank of America (BofA) demitiu um quarto dos integrantes de sua equipe de analistas do mercado de ações. A lista inclui Robert Morris, que acompanhava o setor de petróleo e gás, e John McDonald, que cobria o setor bancário.O porta-voz do BofA, Brandon Ashcraft, disse que a companhia desistiu da cobertura de todos os bancos com grande valor de capitalização de mercado.Na semana passada, a instituição informou planos de cortar 650 posições na unidade de banco de investimentos e mercados globais, e "uma parte dessa redução vai ocorrer na área de pesquisa", disse Ashcraft. No mês passado, o banco empregava 70 analistas.A reestruturação também prevê a venda da sua corretora que faz empréstimos a fundos de hedge e o fechamento de algumas áreas de produtos estruturados, como obrigações de dívida com garantias (CDOs, na sigla em inglês). As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.