finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

‘Baratinha’ de corrida é vendida em leilão por R$ 21 milhões

Alfa Romeo de corrida que venceu Grand Prix de 1936 que foi a leilão já foi pilotada pelo piloto italiano Tezio Nuvolari

16 de setembro de 2013 | 10h07

SÃO PAULO - Um Alfa Romeo esportivo do tipo 'baratinha' foi vendido por 7 milhões de euros em leilão na Grã-Bretanha. O valor equivale a R$ 21 milhões.

A baratinha venceu o Grand Prix de 1936 pilotada pelo italiano Tezio Nuvolari. Na época a corrida equivaleia à atual Fórmula 1. O nome do comprador não foi revelado.

Em estado impecável, a máquina já participou de oito Grand Prix até chegar ao pódio, competindo pela escuderia Ferrari.

Recorde. O valor alcançado no leilão é um dos maiores da história da casa de leilões Bonhams, na Inglaterra, e o segundo maior valor já pago por um carro leiloado na Europa. O mais caro foi um Mercedes-Benz de corrida vendido pela mesma casa de leilões este ano por R$ 67 milhões.

Os especialistas da casa de leilões dizem que os carros antigos continuam a ser muito procurados por colecionadores.

O colecionador britânico Anthony Mayman comprou o carro de Tezio Nuvolari em um leilão em 1989, por US$ 2,8 milhões, o equivalente a R$ 6,3 milhões. Na época o valor também foi anunciado como recorde.

Desde então, o carro de corrida estilo 'baratinha' cor de vinho trocou de mão mais duas vezes. A scuderia Ferrari, da qual o carro fazia parte, foi fundada por Enzo Ferrari em 1929.

Os carros mais caros do mundo. Este ano, uma Ferrari conversível modelo 1967 foi vendida por US$ 27,5 milhões, o equivalente a R$ 66 milhões. O preço alcançado em um leilão em Monterey, na Califórnia, foi o mais alto já pago por um automóvel nos Estados Unidos. 

Em outro leilão, um Mercedes-Benz de corrida conhecido como 'flecha de prata' foi vendido pelo preço recorde de R$ 67 milhões em leilão na casa britânica Bonhams. O veículo modelo W 196 R Grand Prix é o único da série 'flecha de prata' do período pós-guerra nas mãos de um colecionador particular. Segundo a casa de leilões, o preço é o maior da história para um carro vendido em leilão.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Alfa Romeo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.