finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Barclays eleva oferta de compra do ABN para US$93 bilhões

O banco britânico Barclays aumentou suaoferta de compra do ABN Amro para 67,5 bilhões de euros (93bilhões de dólares) e incluiu na nova proposta parcela emdinheiro. A instituição britânica conta com a ajuda de grandeinvestimento por parte de autoridades estatais na China eCingapura. O Barclays informou nesta segunda-feira que sua novaproposta é de 42,7 bilhões de euros em ações e 24,8 bilhões deeuros em dinheiro, acima da oferta anterior, toda composta porações e equivalente a 65 bilhões de euros. A nova oferta conta com ajuda de um investimento feito noBarclays de até 13,4 bilhões de euros por parte do ChinaDevelopment Bank e do órgão de investimentos de CingapuraTemasek Holdings [TEM.UL]. Apesar de melhorar sua oferta, a proposta do Barclayscontinua abaixo dos 71 bilhões de euros oferecidos pelo grupode bancos liderados pelo Royal Bank of Scotland, valor 90 porcento composto por dinheiro. "Eu creio que é muito baixa", disse o analista do ING,Alain Tchibozo, sobre a nova oferta do Barclays. "Precisa ficarmais perto de 80 bilhões (de euros). Eles precisam fazer adiferença." Qualquer que seja a proposta vencedora, a transação marcaráa maior aquisição da história da indústria bancária no mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.