finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Barclays mantém previsão de aumento de 4% no lucro de 2007

O banco britânico Barclays estáconfiante que poderá cumprir a expectativa de crescimento de 4por cento no lucro de 2007 e informou que a diversificaçãoajudou a instituição a se proteger das recentes turbulênciasdos mercados de capitais. O terceiro maior banco da Inglaterra informou naterça-feira que deve entregar um lucro antes de impostos em2007 de 7,1 bilhões de libras (14,7 bilhões de dólares), umavanço em relação ao ganho de 6,8 bilhões de libras de 2006. Às 9h08 (horário de Brasília), as ações do banco exibiamalta de 4,12 por cento, sendo uma das principais valorizaçõesdo índice da bolsa de Londres, que recuava 0,4 por cento. "O mercado deve estar aliviado de que não há mais riscosanunciados para a BarCap e que a operações de corretagem estãoem linha com as expectativas", disse James Hutson, analista daKeefe, Bruyette & Woods, referindo-se ao braço de investimentodo Barclays. O Barclays está tentando assegurar aos investidores quepode fazer crescer sua unidade de varejo doméstica einternacional e tem uma estratégia clara depois de perder abatalha pela compra do rival holandês ABN Amro. O que mais preocupa os investidores, e que é uma razão paraa queda de 22 por cento no valor de suas ações nas últimas setesemanas, são temores de uma drástica redução no crescimento desua divisão de investimentos e especulação sobre problemas definanciamento por causa da crise global de crédito. O Barclays informou que a liquidez continua forte e quecontinua a ver bons fluxos de depósitos. O banco informou anteriormente que a unidade deinvestimento Barclays Capital vai assumir baixa contábil de 1,3bilhão de libras por perdas relacionadas a títulos vinculados ahipotecas de risco dos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.