Barclays reserva US$800 mi para investigação sobre câmbio, lucro sobe

Barclays reserva US$800 mi para investigação sobre câmbio, lucro sobe

Dinheiro deve cobrir potenciais multas ligadas a um escândalo de manipulação de mercados de moeda

REUTERS

30 de outubro de 2014 | 09h27

O Barclays reservou 500 milhões de libras (799 milhões de dólares) para cobrir potenciais multas ligadas a um escândalo de manipulação de mercados de moeda, o que tirou parte da importância do aumento do lucro do grupo no terceiro trimestre.

O banco britânico informou que separou o dinheiro para cobrir custos com "investigações sobre câmbio realizadas por certas autoridades regulatórias", juntando-se a outros bancos ao sinalizar que um acordo está próximo.

O Barclays está entre seis bancos que estão negociando com autoridades do Reino Unido sobre um acordo coordenado sobre manipulação de mercados de câmbio, afirmaram fontes.

Os seis bancos devem pagar cerca de 1,5 bilhão de libras para acordo com a Autoridade de Conduta Financeira, talvez em novembro, disseram as fontes. Alguns reguladores nos Estados Unidos também estão trabalhando em um acordo, afirmou uma fonte.

O Barclays divulgou mais cedo lucro antes de impostos nos três meses encerrados em setembro de 1,6 bilhão de libras, uma alta de 15 por cento sobre o mesmo período do ano passado.

O banco informou que cortou 7.800 empregos no último ano, de um total de 19 mil cortes que espera fazer nos próximos 3 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBARCLAYSRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.