Barril do Brent bate novo recorde e supera os US$ 145

Anúncio dos EUA de uma queda de suas reservas superior à prevista motivou a alta nas últimas 24 horas

Efe,

03 de julho de 2008 | 07h02

O barril de petróleo Brent, de referência na Europa, bateu nesta quinta-feira, 3, outro recorde no mercado de futuros de Londres, ao superar pela primeira vez os US$ 145, após o anúncio dos Estados Unidos sobre a redução de suas reservas. O barril de petróleo do Mar do Norte para entrega em agosto era cotado na manhã desta quinta-feira a US$ 145,75 no International Exchange Futures (ICE). Em seguida, o barril da commodity caiu levemente, para US$ 145,15, às 3h33 (de Brasília). Os preços do petróleo duplicaram no último ano, e o anúncio dos EUA de uma queda de suas reservas superior à prevista motivou a alta nas últimas 24 horas. As reservas de petróleo nos EUA caíram dois milhões de barris na semana passada, para 299,8 milhões. Além disso, os preços foram influenciados pelo enfraquecimento do dólar, o aumento da demanda e a preocupação com alterações na provisão do petróleo no Oriente Médio e África. Segundo analistas, o enfraquecimento do dólar incentiva os investidores a buscarem mercados mais rentáveis. Os preços podem subir ainda mais se o Banco Central Europeu decidir aumentar nesta quinta as taxas de juros, dizem os analistas. Além disso, é preciso levar em conta as situações geopolíticas, como as tensões entre EUA e o Irã pelo programa nuclear iraniano.

Mais conteúdo sobre:
petróleobrent

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.