Barril do Petróleo ultrapassa US$ 47 e preços oscilam

O preço do petróleo apresenta oscilação acentuada no mercado internacional. Os contratos futuros do petróleo cru, negociados na New York Mercantile Exchange(Nymex), voltaram a operar em alta, revertendo reação inicial de queda provocada pelas informações de que o líder xiita Muqtada Al-Sadr concordou em abandonar a mesquita sagrada do Imam Ali em Najaf e entregar suas armas.Aparentemente, os investidores não "compraram" por completo à notícia, divulgada a partir de uma carta lida na Assembléia Nacional Iraquiana pelos delegados que participam do encontro, na qual Al-Sadr teria concordado com as demandas da assembléia. As agências internacionais dizem que a informação não pode ser confirmada no escritório de Al-Sadr em Bagdá, de onde a carta teria saído.No entanto, em Londres, o contrato futuro com vencimento em outubro mantinha o movimento de baixa. Às 12h19 (horário de Brasília), o contrato de setembro do petróleo cru subia US$ 0,15 (0,32%), para US$ 46,90 o barril. O brent para outubro caía para US$ 42,87 o barril, queda de US$ 0,09 (0,21%). Reservas norte-americanasUm pouco mais cedo, os relatórios de estoques de petróleo e derivados na semana passada nos EUA geraram uma nova onda de compras de contratos futuros do petróleo, ao apontarem declínio acima do esperado das reservas do produto cru e da gasolina. Na Nymex, o barril do petróleo chegou a US$ 47,35, em alta de 1,28%. Mas essa onda perdeu força e os contratos voltaram das máximas atingidas após os números.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.