Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Barroso diz que União Europeia já tem estratégia de crescimento

Segundo presidente da Comissão Europeia, ‘mudar estratégias o tempo todo’ mina confiança dos investidores, e dar indicação de que países estão diminuindo esforços para cortar gastos seria prejudicial

Sergio Caldas, da Agência Estado,

26 de abril de 2012 | 15h36

BRUXELAS - A Europa já tem uma estratégia de crescimento e outra para a consolidação fiscal e seria desaconselhável mudar qualquer uma delas, afirmou a empresários  nesta quinta-feira, 26, o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, em Bruxelas.

"Crescer é a solução, crescer é a resposta. É importante lembrar que temos uma estratégica de crescimento, é a "Europa 2020", disse Barroso durante discurso na Cúpula Europeia de Negócios, horas depois de vários líderes da União Europeia pedirem, no mesmo evento, um plano para o crescimento da UE.

Segundo Barroso, "mudar estratégias o tempo todo" é confuso e mina a confiança dos investidores, e dar qualquer indicação de que os países da UE estão diminuindo os esforços para cortar seus orçamentos seria prejudicial. "Seria um erro dramático para a Europa indicar o relaxamento da consolidação fiscal", afirmou o presidente da CE.

Barroso disse também que a comissão, braço executivo da UE, vai apresentar recomendações fiscais e econômicas específicas para cada país da região no próximo dia 30. As recomendações fazem parte de um sumário, conhecido como "semestre europeu", recém criado pela CE para avaliar o desempenho fiscal e econômico da UE.

A expectativa é que as recomendações sejam acompanhadas de perto para se identificar qualquer sinal de relaxamento das metas fiscais, principalmente em países que terão de se esforçar mais para atingir a meta de déficit fiscal de 2013, fixada em 3% do produto interno bruto (PIB). As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.