Barroso: Escócia teria dificuldade de ingressar na UE

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, afirmou neste domingo que uma Escócia independente do Reino Unido encontraria dificuldade em aderir à União Europeia.

Agencia Estado

16 de fevereiro de 2014 | 08h13

Em entrevista à rede BBC, ele disse que, se os escoceses votarem pela independência no referendo marcado para setembro, a nova nação teria que solicitar o ingresso no bloco europeu. No entanto, ele acrescentou que não seria fácil garantir o apoio dos Estados-membros. "Seria extremamente difícil obter a aprovação de todos os outros", revelou.

Também neste domingo, Barroso afirmou que a livre circulação dos cidadãos da UE é um "princípio fundamental" do bloco único, mostrando ser contrário ao desejo do primeiro-ministro britânico, David Cameron, de impor um limite para migrantes da UE entrarem no Reino Unido. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
UEBARROSOESCÓCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.