Base monetária da zona do euro cresce 7,4%

A massa de dinheiro em circulação ou em investimentos na zona do euro acelerou-se fortemente em janeiro. O Banco Central Europeu informou que a base monetária M3 cresceu a um ritmo anualizado de 7,4%, após ter aumentado 6,8% em dezembro. Esse resultado elevou a média móvel de três meses para acima do nível de 7%, atingindo 7,1% em janeiro, de 6,9% no mês anterior. O ritmo de crescimento da base monetária M3 segue acima do nível de 4,5% que o BCE considera adequado para garantir o controle da inflação.Em seu relatório de fevereiro, o BCE ressaltou que o forte crescimento da base monetária é um reflexo das elevadas incertezas geopolítica, financeira e econômica, mas não deverá gerar repique inflacionário, dado o ambiente de crescimento estagnado na região. Apesar da alta, o mercado continua apostando que o conselho de governança reduzirá a taxa de juros no encontro da próxima quinta-feira. O conceito base monetária M3 é um agregado amplo e engloba o dinheiro efetivo em circulação, depósitos à vista e com vencimentos de até dois anos, acordos de recompra e outros itens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.