Basileia define exigência extra de capital a bancos maiores

As autoridades reguladoras do sistema financeiro internacional chegaram a um acordo para exigir capital extra dos maiores bancos do mundo e torná-los mais seguros até 2019.

REUTERS

25 de junho de 2011 | 09h41

O órgão executivo do Comitê da Basileia afirmou que apresentarão a proposta para consulta pública no próximo mês.

"A exigência adicional de absorção de perdas será atendida com uma progressiva faixa entre 1 e 2,5 por cento de capital de tier 1 em ações ordinárias, dependendo da importância sistêmica do banco", afirmou o comitê em comunicado.

Uma exigência extra de 1 por cento será feita se o banco se tornar grande demais.

O plano, que precisa ser aprovado pelos líderes mundiais em novembro, será implementado entre 1o de janeiro de 2016 e o final de 2018.

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBASILEIACAPITAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.