BB amplia crédito à safra 2008/2009 em 28%

Os desembolsos realizados pelo Banco do Brasil (BB) para a safra 2008/2009, de julho do ano passado até o fim de maio deste ano, aumentaram em 28% na comparação com o mesmo período da safra anterior, segundo divulgação feita pela instituição com exclusividade para a Agência Estado. De acordo com o banco estatal, o volume de crédito rural liberado desde então já soma R$ 27,5 bilhões.O vice-presidente de Agronegócios do Banco do Brasil, Luís Carlos Guedes, comemorou os números. Ele estima que, ao fim do atual plano safra, que se encerra este mês, a taxa de crescimento na liberação de recursos do crédito rural fique em cerca de 30%. Para a safra 2009/2010, Guedes está ainda mais otimista e prevê um novo crescimento de 30% sobre a ampliação já feita na safra atual.Desde o início da atual safra, em julho do ano passado, o BB destinou aproximadamente R$ 6,2 bilhões para a agricultura familiar. Houve também, segundo o Banco do Brasil, liberação de R$ 21,3 bilhões para a agricultura empresarial. Esses valores representam crescimento de 23% e 30%, respectivamente, em relação à safra anterior.O maior volume das operações, de acordo com o banco, envolveu recursos para o custeio. Foram R$ 4 bilhões destinados à agricultura familiar e R$ 15 bilhões à agricultura empresarial, o que significa incremento de 18% e 28%, respectivamente, ainda na comparação com o mesmo período da safra 2007/2008.Merecem destaque as operações de investimento da agricultura familiar, com crescimento de 35% no período.AMPLIAÇÃO"Num período em que houve retração do crédito, de um modo geral, e em que as tradings (empresas responsáveis por fatia representativa nos financiamentos ao setor) deixaram de atuar, o Banco do Brasil ampliou em quase 30% seu volume de crédito para o agronegócio", disse o vice-presidente de Agronegócios. "Isso mostra que o banco tem compromisso com a agricultura brasileira", comentou Guedes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.