BB consolida liderança com R$ 100 bi de ativos acima do 2º colocado

Crescimento da carteira de crédito fez banco recuperar posto perdido após fusão entre Itaú e Unibanco

Ana Paula Ribeiro, da Agência Estado,

25 de fevereiro de 2010 | 10h14

O Banco do Brasil (BB) se consolidou no quarto trimestre do ano passado como a maior instituição financeira do Brasil. O volume de ativos do banco federal, que era em dezembro de R$ 708,549 bilhões, supera em pouco mais de R$ 100 bilhões o segundo colocado, que é o Itaú Unibanco.

 

Com a fusão entre Itaú e Unibanco, em novembro de 2008, o BB perdeu provisoriamente o posto de maior banco do País. A posição foi retomada na divulgação dos resultados no segundo trimestre do ano passado. Com o forte crescimento da carteira de crédito, o banco federal conseguiu consolidar a liderança no ranking de ativos.

 

Em 12 meses, os ativos do BB cresceram 35,9%. Esse aumento decorre do crescimento do crédito e das incorporações da Nossa Caixa e de 50% do Banco Votorantim. Sem essas aquisições, o BB teria ativos de R$ 598,993 bilhões, crescimento no ano de 14,9%.

 

Já o Itaú Unibanco terminou 2009 com ativos de R$ 608,3 bilhões, uma queda de 4,5% na comparação com 2008. O Bradesco, que até a fusão entre Itaú Unibanco era o maior banco privado do Brasil, ocupa a terceira colocação, com ativos de R$ 506,223 bilhões, um crescimento no ano de 11,4%.

 

A Caixa Econômica Federal está na quarta colocação, com ativos de R$ 341,832 bilhões, um crescimento de 15,5%. Em seguida aparece o Santander, com ativos totais de R$ 315,973 bilhões em dezembro, um avanço de 7,4% sobre 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.