BB dá crédito a produtor de leite prejudicado pela Parmalat

O Banco do Brasil anunciou nesta quarta-feira uma nova linha para contornar os problemas criados pela crise da Parmalat no setor leiteiro. O objetivo é evitar que os produtores que pararam de receber da empresa sacrifiquem as vacas leiteiras para fazer caixa. O total da linha não foi informado, mas o banco liberou hoje mesmo o primeiro financiamento para estocagem de leite, no valor de R$ 1 milhão, para a Cooperativa de Barra Mansa, no Rio de Janeiro.A linha foi anunciada durante a assinatura do primeiro financiamento do programa Empréstimo do Governo Federal (EGF). O objetivo do EGF é financiar a estocagem de leite, caso contrário há o risco de o volume que deixou de ser vendido à Parmalat seja negociado a preços baixos, agravando a situação do setor. Na prática, o programa de estocagem serve para as cooperativas que industrializam o produto. Já os produtores, que também sofrem com os efeitos da crise, passam a ser atendidos com a linha de retenção de matrizes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.