BB e CEF começam a financiar computador popular

O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal começaram hoje a conceder empréstimos para a compra do computador popular, dentro do programa "Computador para Todos". No total, há R$ 30 milhões disponíveis para as operações de financiamento. Os recursos são do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). O objetivo do governo é facilitar a compra de computadores básicos para os microempresários e famílias de baixa renda. O Banco do Brasil financia a compra de microcomputadores até o valor de R$ 1,2 mil, com taxa de juros de 2% ao mês e prazo de 24 meses. A prestação mínima é de R$ 20,00 e a tarifa de abertura de crédito é de 3% do valor da compra, com um mínimo de R$ 15,00. A primeira parcela vence 59 dias após a contratação. O valor do empréstimo na Caixa também é de até R$ 1,2 mil mais R$ 40,00 de taxa de abertura do crédito. A taxa de juros é de 2% ao mês e o prazo máximo de pagamento é de 24 meses. Nos dois bancos, os computadores financiáveis devem ter o selo do programa "Computador para Todos" e configuração mínima pré-estabelecida pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. Para comprar o computador com financiamento do Banco do Brasil, é preciso ser cliente da instituição e ter o cartão de débito ou crédito com a marca Visa. O empréstimo deve ser contratado pelo cliente diretamente nas lojas afiliadas à Visanet. O lojista deve procurar uma agência do Banco do Brasil para cadastrar-se. Financiamento pela Caixa Na Caixa, as parcelas do empréstimo serão debitadas em conta corrente. Portanto, quem não for cliente precisará abrir uma conta na instituição. O primeiro passo para tomar o financiamento é o interessado procurar uma agência levando os documentos necessários para a avaliação do crédito, como carteira de identidade, CPF e comprovantes de residência e renda. Depois de aprovado o crédito, é preciso ir até a loja credenciada e escolher o equipamento. É ainda necessário retornar à agência com a nota fiscal do produto para a assinatura do contrato. Com o contrato assinado, o dinheiro é liberado imediatamente ao lojista. O programa "Computador para Todos" foi regulamentado pela chamada "MP do Bem". O equipamento sai mais barato para o consumidor porque lojistas e fabricantes terão isenção do PIS e Cofins. De acordo com as especificações do Ministério da Ciência e Tecnologia, o equipamento deverá ter processador de 1,5 GHz, disco rígido de 40 Gb, monitor de vídeo de 15 polegadas, teclado, mouse, CD-ROM, disco flexível de 1,44Mb, memória de 120 Mb, placa de fax modem e sistema operacional Linux.

Agencia Estado,

07 Novembro 2005 | 18h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.