BB e CEF têm prazo de 10 dias para pagar abono de R$ 1 mil

O Banco do Brasil (BB) e a Caixa Econômica Federal (CEF) têm, a partir de hoje, prazo de dez dias úteis para efetuar o pagamento do abono salarial no valor de R$ 1.000,00 a seus empregados, dado pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) nos dissídios dos bancários das duas instituições, julgados pelo tribunal na semana passada.Essa obrigação, conforme lembra nota divulgada pelo TST, decorre da publicação, hoje, no Diário da Justiça, dos acórdãos da Seção de Dissídios Coletivos (SDC) do TST.Nos dissídios, suscitados no TST pela Confederação Nacional dos trabalhadores em Empresas de Crédito (Contec), os bancários do BB e da CEF obtiveram reajuste de 8,5% sobre os salários de agosto de 2004 e um adicional de R$ 30,00 para os que percebem até R$ 1.500,00 mensais. As verbas salariais, benefícios e pisos salariais serão corrigidas pelo mesmo índice. A decisão vigorará no período de 1º de setembro de 2004 a 31 de agosto de 2005.No julgamento do dissídio, os ministros reforçaram a necessidade de retomada das negociações em torno da reivindicação dos bancários de terem participação nos lucros do BB e da CEF. No mesmo julgamento, os ministros julgaram a paralisação de 30 dias dos bancários materialmente legítima, porém formalmente abusiva, possibilitando, com isso, o não desconto dos dias parados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.