BB e Votorantim vão lançar fundo de R$ 1 bi para energia renovável

Carteira vai comprar fatias em usinas de biomassa, energia eólica e pequenas centrais hidrelétricas (PCH)

Altamiro Silva Júnior, enviado especial da Agência Estado,

20 de setembro de 2011 | 13h07

FLORIANÓPOLIS - A BB DTVM, gestora de recursos do Banco do Brasil, e o Banco Votorantim vão lançar um fundo de private equity de R$ 1 bilhão para o setor de energias renováveis. A carteira tem como objetivo comprar participações em usinas de biomassa, energia eólica e pequenas centrais hidrelétricas (PCH), disse o presidente da BB DTVM, Carlos Takahashi em entrevista à imprensa logo após fazer uma apresentação no 32º Congresso Brasileiro dos Fundos de Pensão.

Takahashi disse que o fundo está em processo de captação, por isso os valores finais não foram fechados. A captação está sendo feita principalmente com fundos de pensão e clientes de alta renda ("private banking").

A participação do fundo pode variar em cada projeto, de investimentos minoritários a uma fatia maior da usina. Segundo o executivo, uma equipe de profissionais foi escolhida para mapear potenciais projetos de investimento no setor de energia.

A parceria da BB DTVM, maior gestora de recursos da América Latina, com R$ 410 bilhões de ativos em gestão, com o Banco Votorantim já rendeu outros fundos. Em dezembro de 2010, eles lançaram o fundo BB Votorantim JHSF Cidade Jardim Continental Tower para aplicar em projetos imobiliários.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.