BB e Votorantim vão lançar fundo para energia renovável

A BB DTVM, gestora de recursos do Banco do Brasil, e o Banco Votorantim vão lançar um fundo de private equity de R$ 1 bilhão para o setor de energias renováveis. A carteira tem como objetivo comprar participações em usinas de biomassa, energia eólica e pequenas centrais hidrelétricas (PCH), disse o presidente da BB DTVM, Carlos Takahashi em entrevista à imprensa logo após fazer uma apresentação no 32º Congresso Brasileiro dos Fundos de Pensão, que está sendo realizado em Florianópolis.

ALTAMIRO SILVA JÚNIOR, ENVIADO ESPECIAL, Agencia Estado

20 de setembro de 2011 | 13h21

Takahashi disse que o fundo está em processo de captação, por isso os valores finais não foram fechados. A captação está sendo feita principalmente com fundos de pensão e clientes de alta renda ("private banking").

A participação do fundo pode variar em cada projeto, de investimentos minoritários a uma fatia maior da usina. Segundo o executivo, uma equipe de profissionais foi escolhida para mapear potenciais projetos de investimento no setor de energia.

A parceria da BB DTVM, maior gestora de recursos da América Latina, com R$ 410 bilhões de ativos em gestão, com o Banco Votorantim já rendeu outros fundos. Em dezembro de 2010, eles lançaram o fundo BB Votorantim JHSF Cidade Jardim Continental Tower para aplicar em projetos imobiliários.

Tudo o que sabemos sobre:
energiaBBVotorantinfundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.