Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BB garante emprego até 2010 a bancário da Nossa Caixa

Os bancários da Nossa Caixa obtiveram hoje a formalização da garantia de que seus empregos serão mantidos até que o Banco do Brasil (BB) conclua o processo de incorporação da instituição, previsto para terminar em março de 2010.O BB também se comprometeu a não dispensar funcionários da Nossa Caixa sem observar os critérios e políticas utilizadas para a demissão de funcionários do Banco do Brasil. Os funcionários do BB têm garantia de emprego e só podem ser demitidos por justa causa. Após a incorporação, os funcionários da Nossa Caixa que permanecerem no BB terão o direito de optar pelo regime funcional da instituição."A formalização do acordo nos dá tranqüilidade para negociar os direitos dos bancários durante a transição", disse o presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de São Paulo, Luiz Cláudio Marcolino. Segundo ele, será preciso negociar diretamente com o BB itens como plano de carreira e aposentadoria dos funcionários, que não poderão ser diferentes dos que os bancários do BB possuem.A venda da Nossa Caixa para o Banco do Brasil foi realizada no dia 20 de novembro, mas ainda precisa ser aprovada pelo Banco Central, pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e pela Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo.As discussões sobre o projeto de lei que trata da venda continuam hoje na Assembléia Legislativa. Os bancários devem aproveitar para pressionar os deputados estaduais a incluírem os mesmos compromissos de garantia de emprego na lei estadual, por meio de emenda aglutinativa. Além disso, eles querem que os aposentados da Nossa Caixa continuem a receber a aposentadoria pelo Estado, e não pelo BB. Pelo regimento interno, os deputados estaduais precisam discutir o projeto por seis horas. Se os debates forem concluídos, a votação pode ocorrer ainda hoje.O acordo que garante os empregos dos funcionários da Nossa Caixa foi assinado hoje pelo vice-presidente de Crédito, Controladoria e Risco Global do Banco do Brasil, Adézio de Almeida Lima.Da parte dos trabalhadores, assinam o presidente da Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, David Zaia, o presidente da Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Estado de São Paulo, Sebastião Geraldo Cardozo, e o presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de São Paulo, Luiz Cláudio Marcolino.

ANNE WARTH, Agencia Estado

17 de dezembro de 2008 | 17h00

Tudo o que sabemos sobre:
BBNossa Caixa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.