Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BB lança US$ 1,5 bilhão em bônus perpétuos no exterior

Colocação, coordenada pelo JPMorgam e Citigroup, supera em 3 vezes o antecipado pelos especialistas

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

13 de outubro de 2009 | 13h53

O Banco do Brasil lançou uma oferta de US$ 1,5 bilhão em bônus perpétuos no exterior, com yield de 8,5%, segundo uma fonte próxima à operação. O JPMorgan e o Citigroup estão coordenando a operação. A colocação superou em três vezes o antecipado na semana passada pelos observadores.

 

Veja também:

linkBanqueiros miram investimentos bilionários no Brasil

 

"É a primeira colocação de bônus perpétuos desde o forte ajuste no preço do risco dos mercados emergentes e deve ser acompanhada pelos investidores como um sinalizador de atração pelo risco dos investidores dedicados a mercados emergentes", disse Luis Costa, analista do Commerzbank à agência Dow Jones.

 

Para o analista Eric Ollom, da Jefferies, a consolidação do banco brasileiro é um atrativo para os investidores estrangeiros. "Certamente parece existir uma demanda muito forte por emissões que são atraentes... Um crédito muito bom, uma história bem conhecida e uma suposição de liquidez. O Banco do Brasil é um bom exemplo", disse. 

 

A operação é a segunda de uma instituição brasileira comentada pelo mercado hoje. Mais cedo, a agência Dow Jones informou, citando fontes, que o Banco Panamericano planeja oferecer cerca de US$ 150 milhões em bônus com vencimento em três anos. As informações são da Dow Jones.

 

(Com Suzi Katzumata, da Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:
Banco do Brasilbônus perpétuos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.