BB lançará 3 fundos para ações da Vale

O Banco do Brasil vai abrir pelo menos três fundos para receber os investidores que quiserem comprar ações ordinárias da Companhia Vale do Rio Doce, que serão ofertadas em operação especial. Os papéis pertencem ao BNDES. O gerente da divisão de varejo e governo da Banco do Brasil Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários (BBDTVM), Eduardo Lacerda, disse que já está certa a criação de um fundo para cada modalidade de aplicação: um para receber recursos do FGTS (FMP-FGTS Vale); outro para quem tiver investido em Petrobrás e quiser migrar para o fundo da Vale (FMP-FGTS Vale-Migração); e ainda outro para receber recursos próprios dos aplicadores.A BBDTVM vai enviar até amanhã à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o pedido para registro dos fundos. "Queremos estar prontos para quando a oferta começar, provavelmente no dia 18", disse Lacerda. A expectativa da BBDTVM é captar de R$ 100 milhões a R$ 150 milhões com os fundos FGTS.O montante do FGTS que poderá ser usado na compra das ações é de R$ 1 bilhão, segundo o BNDES. A oferta global está avaliada em cerca de R$ 4 bilhões. Na oferta da Petrobrás, a BBDTVM obteve uma captação total, contando fundos FGTS e de recursos livres, de R$ 140 milhões. Lacerda disse que as taxas de administração dos fundos da Vale ainda não estão definidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.