BB liberará mais R$ 900 milhões para agricultura

O Banco do Brasil liberará neste mês mais R$ 900 milhões para os agricultores interessados em financiar sua produção. Desse montante, a maior parte vai para custeio: R$ 500 milhões. "O restante irá para investimento, estocagem em agroindústria, Funcafé, entre outros", explicou o vice-presidente de agronegócio e governo do Banco do Brasil, Ricardo Conceição. Com a liberação deste mês, a instituição atinge a meta de financiamento de R$ 15 bilhões para a agricultura no atual ano-safra. "O montante representa crescimento de 40% em relação à safra anterior", calculou, em prestação de contas ao setor. A intenção de liberação de recursos para a agricultura é estimada nos planos agrícolas, que valem de julho a junho. A expectativa é que o novo Plano Agrícola e Pecuário, válido para 2003/04, seja apresentado nesta segunda-feira, dia 9, como confirmou recentemente o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues. "As negociações entre os ministérios da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e Fazenda estão em fase final. A expectativa é que as linhas gerais do plano sejam divulgadas logo. Certamente teremos um ótimo plano de safra", ressaltou Conceição. A principal preocupação dos produtores é quanto a uma possível elevação da taxa de juros do crédito rural, hoje em 8,75% ao ano. Conceição calculou que os empréstimos do banco ao setor na safra 2002/03 foram feitos com taxas de juros médias de 11% ao ano. "Mas certamente 70% dos R$ 15 bilhões foram emprestados à taxa de juros controlada, do crédito rural", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.