finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BB não tem previsão para nova oferta pública de ações

O Banco do Brasil (BB) não tem previsão para fazer uma nova oferta pública de suas ações, disse hoje o presidente do BB Cássio Casseb. O executivo, que participou de seminário no Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), afirmou que o banco está interessado em entrar no Novo Mercado e em fazer uma oferta pública para isso, segundo apurou a jornalista Adriana Chiarini. Mas este é um projeto que, segundo ele, não é de curto prazo. Novo Mercado é o nome do segmento da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) destinado à negociação, em sistema separado, das ações de empresas que atendam a um conjunto de exigências com relação a normas de boa governança corporativa, transparência na divulgação de informações e relacionamento com os acionistas minoritários. O objetivo do Novo Mercado é atrair maior número de investidores, nacionais e internacionais, e aumentar os negócios na Bolsa. Por isso a preocupação com os direitos do acionista minoritário. Embora tenha sido lançado oficialmente em dezembro de 2000, o Novo Mercado só teve seu funcionamento anunciado pela Bolsa a partir de junho de 2001. A adesão das empresas ao Novo Mercado é voluntária e demora um certo tempo, pois elas precisam se adaptar às normas.Veja mais informações sobre o investimento em ações no link abaixo.

Agencia Estado,

15 de setembro de 2003 | 13h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.