BB nega contratação de consultoria para Nossa Caixa

A assessoria de imprensa do Banco do Brasil negou a contratação da consultoria Booz Allen Hamilton ou de qualquer outra empresa para avaliar a compra do banco estadual paulista Nossa Caixa. De acordo com o Banco do Brasil, o processo de entendimentos com a Nossa Caixa ainda está em fase inicial e seria cedo solicitar a uma empresa de consultoria uma análise detalhada das contas do banco paulista.Fontes ouvidas pela Agência Estado confirmaram que a Nossa Caixa e o Banco do Brasil devem assinar hoje em São Paulo um acordo de confidencialidade, para o qual foi destacado um diretor da instituição federal, procedente de Brasília. Pelo documento, o BB teria acesso a dados contábeis da Nossa Caixa, mas que deverão ser tratados de forma sigilosa, em mais uma demonstração de que o governo de São Paulo está descartando a hipótese de realizar leilão para a venda da Nossa Caixa. Nenhuma das partes informou em quanto tempo poderá ocorrer o processo de incorporação da Nossa Caixa. A expectativa é que dentro de três meses esteja fechado o acordo entre o BB e o governo paulista. Fechado o negócio, a venda poderá acontecer daqui a quatro meses, após aprovação de projeto de lei na Assembléia Legislativa. Em outubro do ano passado, o BB anunciou em outubro do ano passado que estava interessado em comprar o Banco Estadual de Santa Catarina (Besc), mas a operação está prevista para ser concluída no final de agosto deste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.