finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BB nega que tenha definido compra de instituições financeiras

Em texto assinado por gerente-geral, banco afirma que 'eventual decisão' será comunicada ao mercado

Adriana Fernandes, da Agência Estado,

12 de novembro de 2008 | 13h07

O Banco do Brasil (BB) divulgou nesta quarta-feira, 12, comunicado ao mercado financeiro negando que haja definição sobre a compra de outras instituições financeiras. De acordo com o comunicado, uma "eventual decisão" da administração do BB sobre o tema será oportunamente comunicada ao mercado, de acordo com a Instrução nº 358, de 2002, da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).   O comunicado informa também que o BB não concluiu negociações para aquisição da Nossa Caixa. "Não havendo, portanto, definição de preço e forma de pagamento que tenham sido acordados entre as partes envolvidas", diz o comunicado.   O documento do BB é assinado pelo gerente-geral de Relações com Investidores, Marco Geovanne Tobias da Silva.   Procurado pela Agência Estado, o BB negou que tenha sido notificado nesta terça e quarta pela CVM em virtude de informações veiculadas na imprensa sobre negociações para a compra do Banco Votorantim. Na sexta-feira, passada, a CVM notificou o BB sobre o assunto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.