BB perde exclusividade no consignado em Natal

O Banco do Brasil perdeu mais um contrato de exclusividade para oferecer crédito consignado. O banco BMG conseguiu liminar da 4.ª Vara da Fazenda Pública de Natal para fazer empréstimos com desconto em folha aos 17 mil servidores públicos do município de Natal (RN).

O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2011 | 03h04

A decisão do juiz reconhece a retroatividade da circular n.º 3.522, do Banco Central, publicada no dia de 14 de janeiro deste ano, que veta contratos de exclusividade no crédito consignado.

Na semana passada, o monopólio no segmento de crédito consignado também foi condenado pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da Primeira Região, que negou liminar ao BB para revogar decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que, em agosto, determinou a "suspensão imediata" dos contratos de exclusividade do BB no consignado.

O BMG já obteve, nos últimos meses, decisão judicial favorável contra a exclusividade do BB em outros Estados./ ALTAMIRO SILVA JÚNIOR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.