BB reabre linha de capital de giro com recursos do BNDES

Linha de crédito destinada a empresas deve render negócios em torno de R$ 100 milhões neste ano

Adriana Fernandes, da Agência Estado,

29 de janeiro de 2009 | 16h55

O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta quinta-feira, 29, a ampliação da oferta de capital de giro para as empresas. O banco reabriu a linha de crédito com recursos do BNDES para capital de giro às empresas localizadas em aglomerações produtivas. A linha de crédito tem o nome de Capital de Giro Progeren. O empréstimo é destinado às pessoas jurídicas dos ramos industrial, comercial e de prestação de serviços de micro, pequeno e médio portes com faturamento bruto anual de até R$ 60 milhões. Veja também:De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  Segundo o BB, para a atual temporada, o banco manteve as principais condições oferecidas aos seus clientes em 2008, quando as contratações na linha de crédito foram encerradas. Os encargos financeiros são de Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) mais 9% ao ano, o que representa uma taxa de aproximadamente 1,23% ao mês. O valor mínimo do empréstimo é de R$ 5 mil e o máximo pode chegar a R$ 4 milhões, de acordo com o porte e a receita operacional da empresa. O prazo de pagamento é de até 24 meses, incluindo período de carência de até 12 meses. O empréstimo pode ser contratado até 30 de dezembro de 2009. Criada no âmbito do Programa de Apoio ao Fortalecimento da Capacidade de Geração de Emprego e Renda (Progeren) do BNDES, a linha do BB objetiva aumentar a produção, o emprego e a massa salarial das empresas nacionais. O BB espera fechar negócios em torno de R$ 100 milhões com a linha, superando o saldo atingido em 2008 que foi de R$ 71 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.