Pilar Olivares/Reuters
Pilar Olivares/Reuters

BB recupera R$ 1,5 bi com renegociação de dívidas pela internet

Criação de site específico para esse fim partiu de um funcionário do banco; em um ano, 138,5 mil clientes renegociaram seus débitos

Murilo Rodrigues Alves, O Estado de S. Paulo

20 de outubro de 2015 | 15h13

BRASÍLIA - A partir da ideia de um funcionário, o Banco do Brasil conseguiu recuperar R$ 1,5 bilhão em dívidas pela internet. Mesmo em meio a um cenário de inadimplência em alta, a instituição conseguiu renegociar débitos com 146 mil clientes por meio de um site específico, criado há um ano. 

O BB viu a inadimplência - índice de atrasos nos pagamentos superiores a 90 dias - subir no primeiro semestre, depois de uma trégua no fim de 2014. A situação econômica atual, com desemprego em alta e diminuição da renda, contribui para o aumento do número de calotes.

O Portal Solução de Dívidas registra média de 150 mil operações de regularização de dívidas por mês. O tíquete médio para os acordos fechados via internet é de R$ 58 mil para empresas e R$ 7,6 mil para pessoas físicas.

A negociação das dívidas com pessoas físicas já ultrapassou a barreira de R$ 1 bilhão, em contratos com 138,5 mil clientes. Ao todo, 7,5 mil empresas renegociaram R$ 440 milhões. 

A ferramenta permite que clientes com dívidas com o banco consultem o saldo devedor (que incorpora juros e tarifas pendentes, além do montante principal) e o número de parcelas em atrasos. O site simula as condições para um acordo de renegociação. Ao final da consulta, o cliente pode selecionar a opção de pagamento. Os pedidos são avaliados por um algoritmo que pondera, entre outros aspectos, a probabilidade de recuperação do crédito. 

A grande maioria dos clientes prefere fazer acordo sem abatimento. Isso significa que optam por pagar todo o saldo e manter relacionamento com o banco. Em alguns casos, os porcentuais de redução são significativos, mas o cliente ficaria impedido de pegar novos empréstimos com o banco. 

O lançamento de um site pelo qual os clientes pudessem negociar as dívidas sem precisar ir a uma agência foi ideia de um funcionário do banco. O BB tem um programa de inovação, em que os funcionários enviam sugestões para serem implementadas. 

Em 2015, foram selecionadas 58 ideias de 3,2 mil sugestões, sendo a maioria na área de tecnologia. A maior parte das soluções foi enviada pelos funcionários que trabalham nas agências. As ideias são postas em prática dependendo do alinhamento estratégico, do ineditismo, da aplicabilidade, do potencial financeiro e dos benefícios potenciais.


Mais conteúdo sobre:
Banco do Brasildívidas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.