finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BB reduz taxa de juros de algumas modalidades de crédito

Governo está preocupado com a elevação nas taxas e quer que bancos públicos atuem na direção contrária

Fabio Graner, da Agência Estado,

26 de novembro de 2008 | 13h57

O Banco do Brasil anunciou em primeira mão à Agência Estado a redução das taxas de juros para algumas modalidades de crédito para pessoas físicas e jurídicas. O governo está preocupado com a elevação nas taxas de juros do crédito no sistema financeiro e, por isso, quer que seus bancos atuem para direcionar o mercado a cortar suas taxas. Na terça-feira, os dados do Banco Central mostraram uma forte elevação dos juros ao consumidor, tanto para pessoa física como empresarial, por conta do aumento nos spreads bancários - diferença entre o que os bancos pagam na captação e o que cobram dos consumidores. Veja também:Juro ao consumidor sobe para perto de 60% ao anoNovas operações de crédito têm queda de 3% em outubroAlta no estoque de crédito surpreende, mas crise já apareceDe olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29Como o mundo reage à crise  Dicionário da crise  As novas taxas de juros do BB terão validade a partir desta quinta-feira, 27. Entre as principais reduções estão operações como Conta Garantida (espécie de cheque especial das empresas), cuja taxa passou de 2,62% ao mês para 2,25%, desconto de cheques (de 2,32% para 1,98% mensais) e desconto de títulos (de 1,95% para 1,70% ao mês). Operações de Capital de Giro tiveram ligeira redução, de 2% para 1,96% ao mês. O adiantamento de crédito ao lojista teve a taxa reduzida de 1,79% para 1,61% e aquisição de recebíveis de 1,95% para 1,69% mensais.  Os cartões de crédito também terão redução dos juros, de 4,23% para 3,79% na taxa mínima do crédito rotativo e de 4,99% para 2,92% ao mês nas compras parceladas. O BB também vai reduzir os juros nas operações de financiamento às exportações, mas não divulgou ainda quais serão as novas taxas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.