BB reformulará distribuidora de títulos

O ex-chefe do Departamento de Operações do Mercado Aberto (Demab) do Banco Central, Eduardo Nakao, será o primeiro presidente da Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários do Banco do Brasil (BB-DTVM). A reformulação vai fazer com que a BB-DTVM atue com total autonomia. Até mesmo funcionários do BB que forem trabalhar na DTVM terão de pedir licença sem vencimentos do banco.A reformulação da BB-DTVM faz parte da modernização e profissionalização do BB, que terá o estatuto também reformado até julho. O primeiro passo para isso será dado amanhã, na reunião do Conselho de Administração, a quem será apresentado o novo estatuto. O banco está adotando medidas para participar do Novo Mercado, dando maior transparências às ações e mais informações aos acionistas. A instituição já fez uma consulta à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) com o objetivo de aderir ao nível 1 de governança corporativa. Para o BB poder aderir ao nível 1, a instituição terá de ter 25% das ações negociáveis em mercado. No momento, só 8% das ações do banco está nas mãos do público.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.