Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

BB suspende venda de ações em agências

O Banco do Brasil suspendeu hoje a reserva de ações da oferta pública em suas agências. A suspensão da chamada pré-venda ocorreu devido à liminar concedida pelo juiz da 14ª Vara da Justiça Federal em Brasília, Jamil Rosa de Jesus, que paralisou a oferta pública. A liminar foi concedida na semana passada a pedido da União Nacional dos Acionistas Minoritários do Banco do Brasil (Unamibb). Apenas o BB parou hoje de fazer reservas, já que foi o único banco a ser notificado da liminar.O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que coordena o processo, ainda não recebeu a notificação e, por isso, não soltou nenhuma orientação às outras instituições que participam da oferta. Essas continuam a fazer reservas das ações, segundo a assessoria de imprensa do BB. A Advocacia Geral da União (AGU) estuda um recurso para tentar derrubar a liminar.De acordo com o cronograma em vigor, as reservas para a oferta pública de ações ordinárias do Banco do Brasil podem ser feitas até o dia 29 de novembro, no BB e em várias outras instituições financeiras. O prazo para a migração de recursos dos fundos FGTS/Petrobrás e FGTS/Vale terminará amanhã (à exceção do Rio de Janeiro, onde será feriado do dia de Zumbi e o prazo deve se encerrar hoje).As ações que serão vendidas representam 17,8% do capital do Banco do Brasil. O objetivo da oferta é elevar o porcentual do capital do banco pulverizado no mercado para 25%, requisito para a adesão da instituição ao mais alto grau de governança corporativa da Bovespa, o Novo Mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.