BC acena com continuidade da alta dos juros

O aumento de 0,5 ponto porcentual da Selic, a taxa básica de juros da economia, promovido na semana passada pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, foi considerado pelos integrantes da diretoria do BC como mais adequado para promover a convergência da inflação às metas fixadas pelo governo. Com a decisão, a Selic passou de 16,25% para 16,75% ao ano.Segundo os diretores do BC, a decisão de manter o processo de "ajuste moderado" da taxa Selic este mês foi feito com base nos mesmos elementos que levaram o Copom a dar início ao processo de aumento gradual da taxa básica de juros em setembro, quando os juros foram elevados em 0,25 ponto porcentual - a Selic passou de 16% para 16,25% ao ano."O Copom entende que as atuais circunstâncias recomendam que esse processo tenha prosseguimento na forma prevista", defendem os diretores. A alta da taxa Selic na semana passada foi decidida de forma unânime pelo Copom.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.