BC afirma que aumento da gasolina está dentro do esperado

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou há pouco que o reajuste anunciado hoje da gasolina "está dentro da expectativa" do governo. As projeções do Comitê de Política Monetária (Copom), do BC, divulgadas na ata da reunião de maio, apontavam espaço para uma alta de até 11% da gasolina ao consumidor até o final do ano. Meirelles não quis comentar o impacto disso na reunião do Copom desta semana que definirá a taxa de juros para os próximos 30 dias.O presidente do Banco Central disse que o nervosimo do mercado financeiro brasileiro faz parte de um movimento natural de reacomodação dos preços com a perspectiva de alta dos juros nos Estados Unidos, que dependem, em boa medida, da inflação, que será divulgada nesta terça-feira. Segundo Meirelles, o Brasil está em condições melhores de enfrentar momentos de instabilidade no cenário internacional. "As bolsas e alguns mercados se movimentaram em todo o mundo. Foi absolutamente normal. É um movimento de busca de um novo patamar de equilíbrio", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.