BC analisa crédito ao consumidor

As taxas de juro das operações de crédito do sistema bancário tiveram em julho uma redução de 2,5 pontos percentuais em relação a junho. De acordo com o relatório de spread bancário e juros divulgado hoje peloBanco Central (BC), a diminuição fez com que as taxas praticadas pelo mercado saíssem de 56,4% ao ano para 53,9% ao ano.As operações de crédito com pessoas físicas caíram na mesma proporção, em 2,5 pontos percentuais, epassaram de 76,5% para 74%. Nos empréstimos para pessoas jurídicas, as taxas tiveram redução de 2,8 pontos percentuais e caíram de 38% ao ano para 35,2%.Disputa entre bancosO relatório também detectou uma queda de 15 pontos percentuais dos juros das operações de cheque especial. Com isso, a taxa média do cheque especial caiu de 162,5% para 147,5%. Segundo o BC, essa queda expressiva das taxas pode ter sido determinada por uma maior competição entre os bancos .Já as taxas médias de juros nas operações de crédito pessoal se elevaram em 1,2 ponto percentual em julho em relação a junho. Com isso, subiram de 69,2% ao ano para 70,4%. Nos empréstimos para aquisição de bens para pessoas físicas, os juros subiram, em média, 0,3 ponto percentual em julho e chegam a 44,6% ao ano.InadimplênciaO relatório do BC mostra ainda que a inadimplência não sofreu uma variação significativa em julho. As operações com atraso acima de 90 dias nas operações de empréstimos representava 3,17% do total destas operações ao final de julho. Em junho, o percentual era de 3,18.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.