BC atua para conter especulação com dólar

Depois de atingir máxima de R$ 3,96 e aproximar-se da marca psicológica de R$ 4,00 no início da manhã, o dólar passou a recuar com força na última meia-hora. Minutos atrás, a moeda americana reverteu a valorização e passou a ser cotada a R$ 3,8150, com baixa de 1,55% em relação ao fechamento anterior.Segundo operadores consultados pela AE, o Banco Central atuou na venda de dólar no mercado físico para conter a alta. A atuação, segundo estes profissionais, teria como objetivo conter a especulação que estaria acentuando a pressão cambial na véspera dos vencimentos dos contratos futuros de dólar e de títulos cambiais. Estes vencimentos de amanhã serão liquidados pela ptax (dólar médio ponderado pelo volume) de hoje, o que estaria motivando os investidores a tentar pressionar as cotações para cima.O pano de fundo para a especulação com o câmbio continua sendo principalmente o cenário político, marcado pelas pesquisas que apontam a possibilidade de Luiz Inácio Lula da Silva (PT/PL) vencer a eleição do próximo domingo em primeiro turno. Nesta segunda-feira, o ambiente de negócios também é prejudicado pelas fortes quedas das bolsas internacionais. MercadoÀs 12h45, o dólar comercial era vendido a R$ 3,8150, em baixa de 1,55% em relação às últimas operações de sexta-feira. No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003 negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros pagavam taxas de 22,230% ao ano, frente a 22,000% ao ano sexta-feira. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) operava em queda de 1,87% em 8587 pontos. Em Nova York, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - operava em queda de 1,95% (a 7551,1 pontos), e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - cai 2,15% (a 1173,36 pontos). Na Europa, as bolsas despencam, Paris já chegou a cair mais de 7%.Veja às 15h um comentário sobre os negócios da manhã. E não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.