BC baixa compulsório de 60% para 45%

O Banco Central reduziu de 60% para 45% a alíquota dos compulsórios sobre depósitos à vista. De acordo com a nota divulgada hoje pelo BC, a medida foi possível devido à eficácia da política monetária no combate à inflação e à normalização do ambiente macroeconômico. A redução do compulsório deve liberar aos bancos R$ 8,25 bilhões. O valor é calculado considerando-se o estoque atual de depósitos à vista do mercado, de R$ 55 bilhões. A medida anunciada não altera os compulsórios sobre depósitos a prazo (de 23%, totalmente corrigidos pela Selic) e poupança (30%, dos quais 20 pp são corrigidos pela variação da TR, mais 0,5% ao mês e os 10 pp restantes pela variação da Selic). A íntegra da nota do BC é a seguinte: "O Banco Central decidiu reduzir a alíquota dos depósitos compulsórios sobre depósitos à vista de 60% para 45%. A medida tornou-se possível graças à eficácia da política monetária em fazer a taxa de inflação convergir para a trajetória de metas. A normalização do ambiente macroeconômico verificado ao longo de 2003 permite agora ao Banco Central adotar mais este passo no processo de flexibilização da política monetária.A medida terá um impacto direto nos spreads bancários, permitindo que os bancos promovam uma redução no custo do crédito ao tomador. A redução do compulsório constitui mais uma medida de política monetária visando a recuperação consistente do nível de atividade sem comprometer as conquistas obtidas recentemente no combate à inflação."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.