BC: brasileiro gastou US$ 1,7 bi no exterior em outubro

O gasto de brasileiros no exterior chegou a US$ 1,720 bilhão em outubro, enquanto o gasto de turistas estrangeiros no País somou US$ 530 milhões no mês. Com isso, a conta de viagens internacionais registrou um déficit de US$ 1,190 bilhão no período, de acordo com dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC).

CÉLIA FROUFE E FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

22 de novembro de 2011 | 11h07

No acumulado de janeiro a outubro de 2011, a conta de viagens internacionais está deficitária em US$ 12,263 bilhões, com receitas de US$ 5,516 bilhão e despesas de US$ 17,779 bilhões.

Na conta de aluguel de equipamentos, o saldo ficou negativo em US$ 1,547 bilhão no mês passado com receitas de US$ 7 milhões e despesas de US$ 1,554 bilhão. No acumulado do ano, essa conta registra déficit de US$ 13,538 bilhões, com receitas de US$ 57 milhões e despesas de US$ 13,595 bilhões. Essa conta é a que registra o maior déficit acumulado em 2011 entre os itens que compõem a conta de serviços do balanço de pagamentos.

Remessas de lucro

Empresas multinacionais instaladas no Brasil remeteram US$ 1,558 bilhão em lucros e dividendos às suas sedes no mês de outubro, segundo dados do BC. Essas transferências foram menores do que as verificadas em igual mês do ano passado, quando as remessas ficaram em US$ 2,173 bilhões.

De janeiro a outubro de 2011, o envio de lucros pelas multinacionais somou US$ 29,218 bilhões, patamar superior às remessas de US$ 23,082 bilhões no mesmo período do ano passado.

O BC também informou que a despesa do Brasil com o pagamento de juros de dívidas contraídas no exterior somou US$ 785 milhões em outubro, gasto superior aos US$ 556 milhões de outubro de 2010. Nos dez primeiros meses de 2011, a conta com juros acumula US$ 6,936 bilhões. Em igual período de 2010, a despesa era maior e somava US$ 8,153 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.