Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

BC britânico foi unânime ao reduzir juro em março

Todos os nove membros do conselho de política monetária do Banco da Inglaterra votaram neste mês pela redução da taxa de juro em 0,50 ponto percentual, para o recorde de baixa de 0,5 por cento, e pelo lançamento do programa de compra de ativos de 75 bilhões de libras.

REUTERS

18 de março de 2009 | 09h06

Segundo a ata da reunião de 4 e 5 de março, publicada nesta quarta-feira, embora tenha havido algum debate sobre se o juro deveria ser cortado, todos concordaram que a economia precisa de mais estímulo monetário para impulsionar a demanda.

Os membros disseram que os dados recentes indicam que a economia britânica pode contrair-se fortemente em 2009, com inflação bem abaixo de sua meta de 2 por cento.

O comitê discutiu um programa de "quantitative easing" --que consiste em imprimir dinheiro-- de entre 50 bilhões e 100 bilhões de dólares, mas concordou que as incertezas sobre o efeito dele eram maiores que as diferenças entre os membros sobre o tamanho do pacote.

O banco informou que seria mais eficiente comprar ativos de instituições financeiras não bancárias, como fundos de pensão, porque elas têm a maior probabilidade de usar o dinheiro para comprar outros ativos.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROBOEATA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.