finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BC britânico mantém taxa de juro e eleva compra de ativos

Banco destinará mais 25 bilhões de libras para ajudar a impulsionar a economia do país abatida pela recessão

REUTERS

05 de novembro de 2009 | 10h16

O Banco da Inglaterra informou nesta quinta-feira, 5, que vai expandir o programa "quantitative easing" em 25 bilhões de libras para ajudar a impulsionar a economia britânica abatida pela recessão. O aumento eleva o programa de compra de ativos para 200 bilhões de libras, o equivalente a mais de 14% da produção econômica da Grã-Bretanha.

 

Veja também:

especialUm ano após auge da crise, economia se recupera

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialDicionário da crise 

especialComo o mundo reage à crise 

O BC britânico também manteve a taxa básica de juro do país no patamar de baixa recorde de 0,5% por cento, como esperado.

Dois terços dos analistas previam que o banco central iria expandir o esquema de compra de ativos, mas as opiniões de dividiram sobre se o aumento seria de 25 bilhões ou 50 bilhões de libras.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROBCINGLATERRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.