BC chinês diz que corte de compulsório pode se aplicar a grandes bancos estatais

Uma redução de 0,5 ponto percentual na taxa do compulsório que bancos devem deter, uma medida anunciada em 30 de maio, pode se aplicar a grandes bancos estatais que atendam os critérios estipulados, disse o banco central da China nesta segunda-feira.

REUTERS

16 de junho de 2014 | 07h46

Em sua conta no microblog Weibo, a versão chinesa do Twitter, o banco central disse que não expandiu o escopo da redução da taxa de compulsório.

Em vez disso, bancos que atendam critérios anunciados anteriormente que mostram uma quantidade substancial de empréstimos para pequenas empresas e ao setor agrícola serão elegíveis para exigências menos estritas, disse o BC chinês.

Entre esses bancos estariam grandes bancos estatais, bancos comerciais municipais e bancos comerciais rurais, acrescentou o BC da China.

(Por Aileen Wang e Koh Gui Qing)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROCHINACOMPULSORIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.