BC chinês: exportador pode suportar apreciação do yuan

Os exportadores chineses têm normalmente espaço para ajustar suas operações e manterem seus negócios, apesar da preocupação inicial de que a apreciação do yuan irá levá-los à falência, disse o presidente do Banco do Povo da China (PBOC), Zhou Xiaochuan.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

18 de fevereiro de 2011 | 14h31

Os exportadores podem dizer que uma apreciação do yuan de cerca de 3% irá forçá-los a fechar seus negócios, mas depois se mostram capazes de sobreviver com uma apreciação superior a 3%, acrescentou. "Isso significa que têm espaço para melhorar suas operações e sobreviver", afirmou.

Zhou também disse que os países deveriam ser cuidadosos na adoção de medidas de controle de capital, porque podem ter efeito muito menor do que o imaginado. Zhou afirmou que políticas macroprudenciais não têm uma grande capacidade de resolver os fortes fluxos de entrada de capital.

Os líderes de finanças dos países membros do G-20 (grupo das 20 maiores economias do mundo), entre eles a China, estão reunidos em Paris para discutir hoje e amanhã como identificar os desequilíbrios globais, entre outros assuntos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
apreciaçãoyuanexportaçãoChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.